Projetos detalhados dos Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana e Risco Ecológico (ERSHRE) (Versão preliminar)

Conteúdo Principal

 

Para a execução dos Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana e Risco Ecológico (ERSHRE) dentro das chamadas áreas alvo, possivelmente impactadas pelo rompimento das barragens BI, BIV e BIVA da Vale na Mina do Córrego Feijão, em Brumadinho, foram desenvolvidos três projetos detalhados que vão orientar todo o trabalho. As versões preliminares dos documentos estão disponíveis para download nesta página:

 

Projeto detalhado dos Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana (ARSH) no âmbito da Saúde Pública (versão preliminar)

O rompimento acarretou alterações ambientais em escala regional, modificação do estilo de vida das comunidades atingidas, entre outros aspectos que podem estar associados a saúde. Estes aspectos levaram à necessidade do desenvolvimento de Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana (ARSH), para avaliação dos potenciais riscos e, caso necessário, definição de estratégias de acompanhamento de saúde pública.

O projeto detalhado dos Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana no âmbito da Saúde Pública é um documento que apresenta o detalhamento técnico para realização do Estudo a ser executado como descrito nas Diretrizes para Elaboração de Estudo de Avaliação de Risco à Saúde Humana por Exposição a Contaminantes Químicos desenvolvida pelo Ministério da Saúde (MS, 2010), o qual será aplicado à Bacia do Rio Paraopeba. Estas diretrizes são importantes para o desenvolvimento adequado dos estudos.

Download

 

Projeto detalhado dos Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana (ARSH) no âmbito do Meio Ambiente

Devido alterações ambientais em escala regional, também foi identificada a necessidade do desenvolvimento de Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana, para avaliação dos potenciais riscos ao ser humano associada ao contato com o rejeito (ou com as misturas rejeito-solo / rejeito-sedimento / rejeito-solo-sedimento).

O projeto detalhado dos Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana (ARSH) no âmbito do Meio Ambiente, é um documento que apresenta o detalhamento técnico e a base metodológica a ser aplicada para o desenvolvimento do Estudo que será executado na bacia do rio Paraopeba, considerando a metodologia Risk Assessment Guidelines for Superfund (RAGS), Human Health Evaluation Manual (US.EPA, 1989a). Este estudo permitirá definição de estratégias de reabilitação, remediação e monitoramento ambiental.

Download

 

Estudos de Avaliação de Risco Ecológico

Os Estudos de Avaliação de Risco Ecológico vão fazer avaliação dos potenciais riscos à fauna e à flora e, caso necessário, orientar a definição de estratégias de reabilitação e monitoramento ambiental.

O documento apresenta o detalhamento técnico a ser aplicado para a execução do Estudo de Avaliação de Risco Ecológico para a região da Bacia do Rio Paraopeba, que foi impactada pelo rompimento das barragens B-I, B-IV e B-IVA, considerando as metodologias Risk Assessment Guidelines for Superfund (RAGS), Ecological Risk Assessment Guidance (US.EPA, 1997a; US.EPA, 2018) e no Ecological Risk Assessment Guidance (ECCC, 2012). Este Estudo possibilitará quantificar o risco, considerando aspectos ligados à fauna e flora expostas ao rompimento das barragens, definindo ações de gerenciamento ambiental.

Download

 

LEIA TAMBÉM