Você está aqui:

Obter diagnóstico de peste suína clássica.

Atualizado em 18/06/2020 às 14:39

O que é

Diagnóstico sorológico da peste suína clássica.

Quem pode utilizar este serviço?

Veterinários responsáveis técnicos de granjas de suínos ou Granjas de Reprodutores de Suínos Certificadas e veterinários do serviço oficial.

Órgão responsável

Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA

Etapas para realização deste serviço

1
Enviar amostras ao laboratório.

As amostras de soro sanguíneo  são colhidas, identificadas e encaminhadas ao laboratório pelo médico veterinário responsável técnico da granja ou do serviço oficial. É considerada amostra para diagnóstico sorológico de PSC o soro sanguíneo congelado ou resfriado até 8°C (oito graus Celsius). As amostras devem estar acompanhadas de formulário específico para identificação e ser transportadas em caixa de isopor, com gelo reciclável. 

Documentação

Formulário de monitoramento sanitário em granjas certificadas
Formulário
colheita de amostra em estabelecimento de criacao de suídeos
Formulário de identificação de amostras em estabelecimentos de abate de suídeos

Canais de Prestação

Presencial

Pessoalmente, pelos Correios ou por empresa transportadora.
Laboratório de Saúde Animal
Av. do Contorno, 1707 - Floresta
CEP: 30.110-005 -  Belo Horizonte/MG
de segunda a sexta-feira, de 08 às 16:45h.

2
Pagar a taxa

Após entregar as amostras, o interessado receberá o Documento de Arrecadação Estadual - DAE, pessoalmente ou por e-mail. Somente após o pagamento a análise da amostra será realizada.

Documentação

Documento de Arrecadação Estadual - DAE

Canais de Prestação

Presencial

Recebimento do certificado em mãos, pelos Correios ou por email.

3
Receber o Relatório de Ensaio

Uma via será enviada ao gerente do Programa Nacional de Sanidade Suídea na Gerência de Defesa Sanitária Animal do IMA. Nos casos de amostras encaminhadas para o monitoramento e certificação de GRSC, o relatório de ensaio também será enviado ao médico veterinário responsável técnico da granja que solicitou as análises.

Canais de Prestação

Presencial

Entrega do relatórios  em mãos ou pelos Correios. 

Email

E-mail informado pelo solicitante

Quanto tempo leva?

Até 5 dias úteis nos casos de suspeita de PSC ou alta mortalidade em granjas de suínos
Até 20 dias úteis para as amostras encaminhadas pelo serviço oficial para monitoramento da PSC
Até  20 dias úteis nos casos de amostras encaminhadas para monitoramento e certificação de Granjas de Reprodutores de Suínos Certificadas, após o pagamento do Documento de Arrecadação Estadual (DAE).

Legislação

Instrução Normativa Nº 47, de 10 de dezembro de 2004
Instrução Normativa 19, de 15 de fevereiro de 2002
Instrução Normativa nº 31, de 23 de setembro de 2015
Instrução Normativa n. 50, de 24 de setembro de 2013
Clique aqui para consultar a legislação referente ao serviço

 

Outras informações

O diagnóstico da Peste Suína Clássica se baseia no resultado de provas sorológicas em que se pesquisa a presença de anticorpos específicos contra o vírus causador da doença. O teste de triagem utilizado é o método de ELISA (ensaio de imunoabsorção enzimática).

Unidades onde o serviço é prestado