Você está aqui:

Música

Minas Gerais também são muitas quando o assunto é música. Sua sonoridade, sua musicalidade, seu ritmo, a começar pelas diversas formas que o mineiro tem para se expressar, nos quatro cantos de seu território, são parte das características mais marcantes deste Estado que é reconhecido como a síntese da cultura brasileira.

Alguns dos principais compositores e intérpretes brasileiros consagrados mundialmente são oriundos do estado. Artistas como Ary Barroso, compositor da icônica “Aquarela Brasileira”, Milton Nascimento e Clara Nunes, a “Mineira Guerreira”, elevaram o nome de Minas no cenário musical.

Aqui, o aspecto mediterrâneo de nossa geografia, a ausência do mar, o Jequitinhonha e o Velho Chico, além da profusão de montanhas renderam muito mais do que a poesia de seus mestres, uma sonoridade própria enriquecida por versos cujo conteúdo exalta e externaliza o que de mais profundo, abissal, há na cultura mineira, o verdadeiro sentido e sentimento da mineiridade. O “Clube da Esquina”, nascido na década de 1960 em Belo Horizonte, foi um dos movimentos musicais mais importantes da história do país e promoveu uma renovação estética marcada por inovações harmônicas e rítmicas.

As últimas décadas foram marcadas pelo surgimento de grupos de Pop Rock como Skank e Pato Fu, que alcançaram estrondoso sucesso nacional. Minas também possui uma relevante tradição de bandas de ruas, sobretudo nas cidades histórias. Algumas delas somam mais de 200 anos.

No campo da música erudita, destacou-se no século XVIII o compositor, organista e maestro Lobo de Mesquita, natural de Vila do Príncipe, atual município do Serro. Atualmente, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais é reconhecida como uma das principais do país, com altíssimo nível técnico e artístico.

Conheça mais sobre a música em Minas Gerais. Acesse:
https://filarmonica.art.br/
http://fcs.mg.gov.br/
http://www.inconfidencia.com.br/