Você está aqui:

Obter atendimento de urgência psiquiátrica infantojuvenil

Atualizado em 19/10/2018 às 07:39

O que é

Atender crianças e adolescentes que sofreram uma alteração no pensamento (delírio) ou alteração nas ações (atos agressivos), situações que precisam de atendimento rápido, pois estão associadas a casos de risco de vida. Os casos mais comuns de adolescentes ou crianças que precisam ser levadas para o atendimento de urgência acontecem quando elas se tornam agressivas dentro de casa, quebrando brinquedos ou móveis, ou então, quando agridem violentamente os professores e colegas de escola.

São casos de pessoas que ficam irritadiças sem ter um motivo aparente e começam a agredir a elas mesmas ou às pessoas que estão à sua volta. Esse serviço atende também pacientes em situação de alteração nas condições mentais decorrente do uso de drogas e acompanha pessoas que sofreram traumas no crânio e ficaram com alguma sequela.

As principais situações de emergência clínica são:
- comportamento violento (uma pessoa que se apresenta agressiva ou com comportamento violento é uma emergência, por demonstrar atitudes que ameaçam outras pessoas e o patrimônio);
- comportamento depressivo e/ou ansioso (pacientes que apresentam sintomas intensos de angústia e podem apresentar, junto, sintomas corporais, como começar a suar, sentir o coração bater mais rápido, sentir falta de ar, ter a sensação de que vai morrer, ficar retraído e isolado;
- delírio (a pessoa apresenta-se mais sonolenta, tem dificuldade de prestar atenção à sua volta e tem alucinações - vê coisas que não existem);
- psicoses agudas (quando a pessoa fica fora da realidade, desorientada, muitas vezes não sabe quem é ou onde está, vê e ouve coisas que ninguém mais vê ou ouve - alucinações, acredita que alguém a persegue ou quer prejudicá-la, ou acredita em alguma outra coisa que não corresponda à realidade).

Quem pode utilizar este serviço?

Qualquer cidadão.

Órgão responsável

Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais - Fhemig

Etapas para realização deste serviço

1
Dirigir-se à unidade assistencial que realiza o atendimento.

Para o atendimento de urgência, deve-se encaminhar a criança ou adolescente para o Centro Psíquico da Adolescência e Infância, ou então se chamar o resgate por meio do Corpo de Bombeiros (193) ou pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), através do número 192.

Documentação

Documento de identificação com foto (Carteira de identidade, carteira profissional, carteira de motorista ou passaporte)

Canais de Prestação

Presencial

Consultar unidades abaixo

Telefone

Urgência: 192 (SAMU) ou 193 (Corpo de Bombeiros)

Unidades onde o serviço é prestado